terça-feira, 27 de março de 2012

Amor

“Jamais peça para alguém amá-lo. Jamais peça para alguém admirá-lo ou reconhecer seu valor. Amor, admiração, bem como respeito, são construídos sem pressão, no solo insubstituível da liberdade. Encante as pessoas que o rodeiam, surpreenda-as com atitudes inesperadas, diga palavras que nunca expressou. Amor e admiração são frutos espontâneos das janelas mais íntimas que construímos na mente dos outros.”


Amor, perdão, desculpa, família, cumplicidade, e gratidão palavras simples, mais com um poder enorme se forem usadas na medida certa. Porém com esse mundo capitalista, onde o dinheiro movimenta o mundo, e nos movimentamos o dinheiro esquecemo-nos dos seus significados, e banalizamos o uso nelas em nossas vidas.
É comum ver hoje em dia pai que fala mal do filho, filho que tem raiva, desprezo pelos mais, mais será que isso é comum mesmo? Algo a ser aceitável? Penso que não, família é o bem mais precioso de uma pessoa, o lugar de refúgio, carinho, afeto e segurança, mais nem todas são assim.
Não tem coisa pior na vida do que ver um pai que difama seu filho, que passa a vida inteira sem dá valor ao seu próximo, as vezes por um simples erro cometido no passado. Passado é passado, ninguém é melhor que ninguém para julgar as atitudes de um ser humano, todos nos somos falhos, cometemos erros, é fácil julgar, falar mal, criticar, e pensar porque as coisas acontecem? Que circunstancia levou a isso? Será que eu não tenho culpa disso ter acontecido? Bons filhos conhecem o prefácio da história de seus pais Filhos brilhantes vão muito mais longe, conhecem os capítulos mais importantes das suas vidas. (Augusto Cury).             
Jesus disse que devemos amar nosso próximo como a nós mesmo, quem é esse próximo nosso vizinho, inimigo, ou nossos familiares? É fácil dizer que amo meu vizinho, meu amigo, mais é seu filhos, companheiros, netos porque é mais difícil? Não estou falando de amor da boca pra fora, estou falando de amor verdadeiro, que ama aceitando cada defeito, que perdoa os erros, que no lugar de criticar dá a mão para ajudar a pessoa a sair da situação que se encontra, de um amor sincero, capaz de bater de frente com outras pessoas para defender seus semelhantes.
Não é amar um filho, um neto, é amar todos. É saber educar, cativar, não puxar saco, ter seu preferido, essas coisas só servem para esconder erros do passado, ou trazer discórdia na família. Amor sincero perdoa, esquece os erros, dá demonstrações de afeto fazendo com que seus semelhantes tenham desejo de está contigo.
Maior herança de uma pessoa na terra é a família, por isso ame seu próximo, e tenha cuidado ao falar alguma coisa, muitas das vezes as pessoas ferem seu semelhante, e se esquecem de que aquele que é desprezado, difamado, a “ovelha negra” da casa, é o único que na hora do sufoco da dificuldade, que irá te ajudar.
Nunca despreze o que Deus te deu, valorize seu próximo, pois o amanhã pertence a Deus, ninguém sabe o que nos espera, plante o bem sem olhar a quem, de honra a quem tem honra, ao enxergar os defeitos do próximo resolva com ele mesmo, não leve adiante, se não puder fazer nada se cale.

Trecho do Livro: Mentes Brilhantes Mentes Treinadas – Augusto Cury

O amor jamais pode ser ocultado, escondido, camuflado. Há pais que nunca disseram aos seus filhos "eu te amo", "você é muito importante para mim", "não desista, eu te apoio, você pode conseguir".
Sim! Há pais que jamais manifestaram o amor através de elogios, abraços, afetos, encorajamentos. Jamais comentaram sobre seus fracassos para que seus filhos entendam que ninguém é digno do su­cesso se não usar suas derrotas para conquistá-los. Jamais falaram de suas dores, para que seus filhos não dêem as costas a elas, mas as enfrentem com dignidade. Calados vivem, calados se distanciam, embora vivam num mesmo espaço físico.
De outro lado, há filhos que nunca disseram aos seus pais "obrigado por tudo que fizeram por mim", "vocês sacrificaram alguns sonhos para que nós so­nhássemos", "tiveram noites de insônia para que nós dormíssemos", "viveram dias tensos para que nós relaxássemos", "muito obrigado por vocês existirem!" Filhos que se tornaram especialistas em reclamar dos pais e apontar-lhes seus defeitos não poderão um dia exigir dos seus próprios filhos o que não de­ram aos seus pais. O agradecimento é um dos pila­res mais sublimes do amor.

4 comentários:

Angela disse...

Excelente texto!
O amor é construído passo a passo, em cada sorriso, em cada gesto de carinho, em cada momento compartilhado.
Beijinhos , na paz de Cristo

wanessinha disse...

passando pra dizer um oi
e te desejar uma otima tarde e uma maravilhoso fim de semanda
gosto muito do seu cantinho..e espero sua visitinha no meu cantinho tmb...
xauzinho bjss
http://segredosdeumamulherapaixonada.blogspot.com.br/

✿ chica disse...

Texto lindo e muito bem escolhido por ti!! beijos,linda semana,chica

António Jesus Batalha disse...

Talira,passei e vi seu blog e gostei, quero deixar um convite: Isto é, se o desejar, gostava que fizesse parte dos meus amigos virtuais no meu blog Peregrino e Servo, mas não se sinta coagiado a seguir, faça-o porque quer fazê-lo. É um blog evangélico, falamos de várias coisas, e é a intenção ajudar a cada pessoa a ser mais feliz, este blog foi feito a pensar na sua felicidade, pretende também aproximar mais a criatura do seu Criador.Decerto vou retribuir. Obrigado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...